Responsabilidade Social   Proteção Continuada

Informações Técnicas > Técnicas de Plantio

Certifique-se sobre a qualidade da muda na fase de implantação da cultura. Esse é o ponto chave para o sucesso do seu pomar.

O investimento na cultura dos citros tem retorno de longo prazo. Além disso, os riscos existem a ponto do investimento ser comprometido se forem adotadas estratégias erradas. O potencial máximo de produção de uma árvore de citros é expresso depois de seis a oito anos após o plantio e o tempo de vida útil do pomar pode ser de até 20 anos, em função do manejo da cultura. Desta forma, a qualidade da muda, na fase de implantação da cultura é ponto crítico para sucesso do empreendimento.

A orientação técnica de um engenheiro agrônomo é extremamente importante na fase de implantação do pomar, pois é necessário definir quais as decisões são mais adequadas para cada tipo de manejo. O produtor deve buscar um fornecedor de mudas que seja idôneo, com tradição na atividade e que esteja devidamente inscrito na Coordenadoria de Defesa Agropecuária da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (CDA-SAA/SP). Recomenda-se fazer um contrato antecipado com o viveirista para garantir a possibilidade de escolha da combinação copa/porta-enxerto e a certeza da entrega das mudas no prazo desejado pelo cliente.

Os viveiros de produção de mudas devem, obrigatoriamente, ser protegidos com tela anti-afídeos, cobertos por filme plástico, distantes de pomares cítricos, protegidos por quebra ventos, além de possuir antecâmara.

tecnicas_plantio_citros

Os viveiros de produção de mudas devem seguir normas pré-estabelecidas.

Para que a “Muda cítrica certificada” desenvolva todo seu potencial produtivo são necessários alguns cuidados, que serão frisados a seguir:

Transporte e armazenamento

O transporte das mudas deve ser realizado em caminhões fechados, totalmente recobertos por lona ou tela anti-afídio e devidamente limpos e pulverizados com amônia quaternária. No recebimento das mudas, é aconselhável verificar se estas não sentiram o transporte ou se necessitam molhamento.

É recomendável evitar a estocagem da muda na propriedade e realizar o plantio imediatamente após a entrega. Caso seja necessário, as mudas devem ser estocadas em locais ensolarados, se possível sobre pallets.

A exposição excessiva ao sol é prejudicial, pois as sacolas plásticas pretas absorvem muito calor, podendo queimar o sistema radicular, portanto, é importante proteger as mudas que estão na lateral do estoque para evitar incidência direta dos raios solares. Se repetir o local de armazenamento, deve-se realizar lavagem e desinfestação, além de tomar cuidado para não aprisionar água no terreno junto às mudas.

Plantio

A distribuição da muda no local definitivo deve ser seguida imediatamente pelo plantio, evitando-se assim maior exposição da embalagem ao sol. Quando o plantio for realizado em dias muito quentes, é importante molhar a cova antes para evitar queima de radicelas.

Deve ser realizado um decote no sistema radicular (não mais de 2 a 3 cm do fundo da sacola) para evitar quaisquer níveis de enovelamento de raízes. Quanto mais tempo a muda permanecer na sacola, maior será o grau de enovelamento, razão pela qual o plantio de mudas novas (tipo pavio) favorece a conformação do sistema radicular no campo. Após a retirada da sacola, segue-se um leve batimento do torrão, que promoverá sua melhor agregação ao solo. Sacos plásticos usados devem ser recolhidos do campo e descartados.

tecnicas_plantio_citros

Para evitar enovelamento das raízes, deve ser feito um decote no sistema radicular.

O plantio deve ser alto, deixando-se uma camada de substrato de 3 a 5 cm acima do nível do terreno, reduzindo assim a possibilidade de incidência de Gomose.

tecnicas_plantio_citros

O plantio deve ser feito acima do nível do terreno.

Logo após o plantio, procede-se a irrigação que deve ser mantida até o total pegamento das mudas. O substrato não pode ir seco ao solo nem secar na cova, pois poderá ter difícil reabsorção de água.

Suporte técnico pós-venda

De nada adiantam os cuidados do viveirista, se não forem oferecidas condições ideais para que a muda se desenvolva. A muda somente expressará todo seu potencial produtivo, se o trabalho de prevenção de pragas e doenças continuar no campo. A Citrograf Mudas conta com uma equipe preparada para acompanhar todas as etapas pré e pós-plantio. Este serviço tem a finalidade de levar ao produtor um pacote tecnológico de implantação do pomar ideal para cada condição e propiciar melhor desenvolvimento da muda nos primeiros anos que seguramente vão refletir em maior longevidade e produtividade da planta cítrica.

Manejo pós-plantio

De nada adiantam os cuidados do viveirista se os tratos não continuarem no campo depois da muda ser plantada. O trabalho de prevenção de doenças deve continuar. O produtor deve fazer o monitoramento de Larva Minadora dos Citros, Pulgão, Cigarrinha (transmissoras da bactéria que causa a CVC) e Psilídeo (transmissores do greening) e fazer o controle químico quando necessário. Só se deve fazer a pulverização e/ou aplicar sistêmicos de tronco/solo, se os níveis de dano forem atingidos ou se o talhão vizinho tiver histórico da doença. O uso de inseticidas sistêmicos implica obediência rigorosa à dose recomendada para evitar fitotoxidade.

A implantação de práticas de manejo integrado também é altamente recomendada. Medidas preventivas contra o Cancro Cítrico, Gomose, Nematóides, outras pragas e doenças, também devem ser constantes.

O uso de herbicidas na linha de plantio geralmente empregado em grandes plantios que inviabilizam a capina manual, deve ser acompanhado com atenção, já que sintomas de fitotoxidez são comumente verificados. Se o uso de herbicida não puder ser evitado, o emprego de aplicadores dirigidos ou bico tipo espumas são alternativas mais seguras.

As mudas vão ao campo no sistema pavio, sem pernadas. As desbrotas após o plantio são feitas até 20 cm acima da enxertia, permitindo-se o livre crescimento das demais brotações. O uso de embalagens de papelão ou plástico em volta do porta-enxerto inibe o brotamento e impede o ataque de roedores e o contato com herbicidas. Se dois ou mais ramos surgem da mesma gema, é aconselhável a retirada dos mais fracos ou pior localizados, melhorando a arquitetura da planta. Plantios mais velhos e trabalhos de pesquisa demonstram que a condução de pernadas ou poda seletiva das plantas jovens não altera a produtividade ou época de início de produção das plantas, ocorrendo um desenvolvimento harmonioso da planta naturalmente.

tecnicas_plantio_citros

Muda de qualidade é essencial para a produtividade e longevidade da planta cítrica.

As vantagens das “Mudas certificadas” ficam totalmente asseguradas desde que sejam seguidas essas recomendações. A produtividade e a longevidade da planta cítrica depende da escolha da muda e do manejo adotado desde a implantação do pomar. Portanto, o acompanhamento de um profissional especializado e o planejamento de todas as fases de produção são essenciais para o sucesso do agricultor.

De nada adiantam os cuidados do viveirista, se não forem oferecidas condições ideais para que a muda se desenvolva. A muda somente expressará todo seu potencial produtivo, se o trabalho de prevenção de pragas e doenças continuar no campo. A Citrograf Mudas conta com uma equipe preparada para acompanhar todas as etapas pré e pós-plantio. Este serviço tem a finalidade de levar ao produtor um pacote tecnológico de implantação do pomar ideal para cada condição e propiciar melhor desenvolvimento da muda nos primeiros anos que seguramente vão refletir em maior longevidade e produtividade da planta cítrica.

tecnicas_plantio_citros

    Facebook

Copyright ® 1968 - Citrograf Mudas - Desenvolvimento: Fóton